7/05/2007

TANGERINE DREAM

Tangerine Dream - Green Desert - 1984 - [Alemanha]


Está é nada mais nada menos do que uma das maiores potências quando o assunto é "prog-eletrônico", em sua formação já passaram alguns dos nomes mais influêntes deste estilo "Peter Baumann", "Edgar Froese" e "Klaus Schulzer".Green Desert não está na lista de "Key Albuns" qua a banda já lançou, sua discografia é extensa, mas é um belo trabalho com ótimas passagens de sintetizadores etambém com uma história interessante."...a banda continuou com suas paisagens fantasmagóricas, porém a música tomou geralmente uma característica mais hiperativa devido aos rápidos sequencers. Já nos anos 80, o clima ficou mais ameno e tranqüilo, porém os ritmos continuavam presentes." Para ler está bela resenha clique AQUI

Tracks:
1. Green Desert (19:31)
2. White Clouds (5:03)
3. Astral Voyager (7:05)
4. Indian Summer (6:50)

This recording was supposed to be released instead of Phaedra in 73. It then disappeared into TD's safe until it was discovered again and released in 1986.


Line Up:
- Chris Franke / percussion, VCS3 synth, PRX II rhythm controller
- Edgar Froese / Mellotron, guitar, Solina strings, Mini Moog, phaser


Link

Marcadores: , ,

3 Comentários:

At 7:55 PM, Anonymous Roderick Verden said...

Comprei esse CD, importado, por 9,90. Há uns dez anos atrás. A resenha é esclarecedora, só assim fiquei sabendo o porquê da ausência de Peter Bauman.

 
o
At 8:38 AM, Anonymous Caio said...

Green Desert é composto de idéias que iam entrar no Phaedra, mas que acabaram não sendo aproveitadas. Edgar Froese achou as fitas master mais ou menos em 95, e junto com Chris Franke adicionou algumas partes e gravou outras utilizando a tecnologia mais moderna da época : um Yamaha DX-7 e um Synclavier. Não é um disco essencial, mas é um trabalho bonito e merece a audição. Abraços.

 
o
At 5:37 PM, Anonymous Anônimo said...

Hi,

The file is lost, no d/l. This is the only TD I don't have ...

Is a repost possible? Thanx a lot.

Cheers from The Netherlands.

 
o

Postar um comentário

<< IN͍CIO